Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O que fica na gaveta

Miguel Lucas

O que fica na gaveta

Miguel Lucas

Para a Luana

Luana,

Como é bonito o teu nome. Tal como a Lua, que torna menos escura a noite, assim foste tu para mim naquela viagem de avião.

Era noite de temporal. Estavas nervosa, mas confiante. Eu, mergulhado que estava em pensamentos tortuosos, pouco me importava com o que pudesse vir a acontecer.

Deliciei-me a ver como gerias a situação e como tentavas manter os passageiros descontraídos. Como disfarçavas o teu próprio medo. E a tua beleza fez-me esquecer todo o resto. Saboreei cada segundo da tua presença, tendo consciência de que jamais nos iríamos encontrar. E, mesmo sem me teres dirigido o olhar, vi nos teus olhos o esplendor que irradia a tua alma. Foi tão boa esta viagem, Luana.

Noutra paragem, o destino quis juntar-nos novamente e, desta vez, agraciou-me com a bênção do teu olhar. Naquele momento, olhando nos teus olhos e vendo o teu sorriso, apesar de estarmos em terra, senti-me a flutuar e não queria mais voltar a pousar.

Sei que não voltarei a estar contigo, mas sempre que olhar para a Lua, pensarei que poderás estar também a olhar para ela. Então, verei nela os teus olhos refletidos e sentirei que afinal estás ao meu lado.

Com um beijo, Miguel

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Nota:

Os nomes aqui citados apenas são verdadeiros nas histórias que são fictícias.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub